Welcome to our website !

O meu café basta-me

By 17:35

Chove lá fora e apetece-me aquela solitude de inverno.

Cabelo despenteado, pijama e pantufas, sem um toque de maquilhagem. 
Olhando ao espelho vejo o real brilho do meu olhar sem a sombra que o realça, vejo a minha irreverência espelhado num cabelo desgrenhado e a minha doçura no corpo descontraído vestido sem cuidado algum. 
Que visão de ternura me comove e desperta mais uma vez para o tão óbvio! Gosto-me! 
Gosto realmente desta alma simples e doce, gosto das olheiras que relembram as ambições que tenho e as rugas que começam a ditar as aprendizagens que faço. 
Gosto da minha inestética personagem desmontada neste mundo só meu em que "sou" apenas. 
O meu sofá chama para aninhar-me disfrutando da minha companhia, para ouvir e apreciar. Que plenitude e realização sem ego transborda este dia cinzento!
Chove lá fora e apetece-me esta solitude perpétua com um simples café. 
Que mais poderei procurar senão esta felicidade básica?
Simplesmente, o meu café, o meu café basta-me!

You Might Also Like

3 comentários